Machado de Assis.net | Machado de Assis em linha: revista eletrônica
machadodeassis.net
número 13 • junho de 2014

A TRADIÇÃO DA SÁTIRA MENIPEIA NOS ROMANCES CREPUSCULARES DE MACHADO DE ASSIS

Wagner Martins Madeira

Resumo: Certa crítica literária aponta Memórias póstumas de Brás Cubas como modelo de sátira menipeia na obra de Machado de Assis. O presente estudo procura demonstrar que tal procedimento satírico não foi circunstancial, pois perpassa também os dois últimos romances do escritor, Esaú e Jacó e Memorial de Aires. O conselheiro Aires – protótipo de narrador tal qual concebido no clássico ensaio de Benjamin – permite elucidar, através de sua erudição, que o recurso de citar narrativas antigas tem o propósito de subversão, ao rebaixar as práticas coevas, num Brasil que adotava as ideias liberais, embora persistisse em ser escravocrata. Os sinais, então, são trocados, o "alto" da tradição subjuga o "baixo" contemporâneo, numa demonstração de espírito tomada de segundas intenções.

Palavras-chave: Machado de Assis; Esaú e Jacó; Memorial de Aires, sátira menipeia.

The Menippean satire in the crepuscular novels of Machado de Assis

Abstract: Certain literary criticism cites Memórias póstumas de Brás Cubas as a model of Menippean satire in the works of Machado de Assis. The present study aims to demonstrate that such satirical procedure was not circumstantial, as it is also present in the author's last two novels, Esaú e Jacó and Memorial de Aires. Conselheiro Aires – prototypical narrator, as conceived in the classic essay by Benjamin – permits us to elucidate, by means of his extensive knowledge, that citing ancient narratives presents subversion as its purpose, when lowering its contemporary practices, in Brazil, who espoused liberal ideas, even though slavery still existed. Thus exchanging the signs: "high" of tradition subdues the “low” of contemporary in a demonstration filled with spirited second intentions.

Keywords: Machado de Assis; Esaú e Jacó; Memorial de Aires; Mennippean satire.

Artigo recebido em 08/03/2014 e aceito para publicação em 31/03/2014.

Você também pode baixar este artigo para o seu computador no formato PDF (Adobe Acrobat ©):
arquivo = 56 KB (clique com o botão direito do mouse para salvar o arquivo no seu computador)

Adobe Reader

Para ter acesso aos artigos baixados neste site você precisa ter o Adobe Acrobat Reader © instalado em seu computador. Caso você não tenha este programa, clique no ícone acima para baixar e instalar (programa de distribuição gratuita).

topo
Machado de Assis.net | Machado de Assis em linha: Revista eletrônica / Artigos por autor

www.machadodeassis.net
Base de dados de citações e alusões nos romances e contos de Machado de Assis
Artigos sobre a obra de Machado de Assis
Romances de Machado de Assis com hiperlinks para as referências

© 2007-2009
CNPq FAPERJ Universidade de São Paulo CAPES Fundacao Casa de Rui Barbosa